quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

SEEC REALIZA EM NATAL A JORNADA PEDAGÓGICA PARA 2018


A   Secretaria de Estado de Educação e Cultura do RN,  realizou na segunda e terça-feira, 18 e 19, a sua Jornada Pedagógica 2018. Os professores da rede estadual de ensino e todos os trabalhadores da Educação se reuniram na Escola do Governo, localizado no Centro Administrativo do Estado, para discutir os planos de 2018.

O evento foi aberto pela Secretária de Educação do RN, Claudia Santa Rosa, que fez uma reflexão em torno da gestão da aprendizagem. “A jornada é um momento de discutir a partir do próprio tema da gestão para transformação com base na aprendizagem propondo a reflexão de todos quanto o lugar que cada um tem nesse processo de transformação da educação e de avanços, de tudo que temos implementado na rede”, disse.

Na oportunidade ela fez uma convocação para os presentes “para que cada vez mais as ações sejam planejadas com base nos seis programas prioritários  da rede”, destacou.

Por sua vez, a secretária Adjunta de Educação, Mônica Guimarães, proferiu palestra “A SEEC em Ação” – onde foram apresentados os Programas Prioritários da pasta, ProFundamental, ProMédio, RN Alfabetizado, ProGestar, ProfMais e RenovEscola.  “A Secretaria está enfrentando os desafios da Educação com a implementação dos seis programas prioritários que beneficiam o aluno, o professor e a gestão que compõe cada escola integrante da rede de ensino”, disse. 
A jornada teve prosseguimento, ainda no dia 18 no período da tarde, com vários painéis abordando gestão e aprendizagem. 

Na sequência houve a apresentação  do Projeto Político Pedagógico nas Escolas do RN feita pelos professores: Gustavo de Castro Praxedes, Maria Dalvaci Bento e Anete Alves da Silva Nogueira, mediado pela  Profa. Cleide Alves da Silva. Encerrando a programação do primeiro dia, houve a palestra “A Motivação como Vetor de Transformação com o coach Giovanni Magnus.


No dia 19, houve uma palestra sobre o tema “Avançar para vencer: uma análise do rendimento da aprendizagem no RN “ com as professoras Ana Paula de Oliveira Flor – GPD/SIGEduc, Maria Lucia Soares da Costa Figueiredo – SUEF, Geralda Efigênia Macedo da Silva – SUEM e  Dayse Karla de Oliveira Martins – SUEJA, mediada Profa. Maria do Socorro. Basílio de A. Maciel.  

PROVAS VÃO AVALIAR NO RN O DESEMPENHO DE 25 MIL ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

Com o objetivo de avaliar os conhecimentos de língua portuguesa e matemática, a Secretaria de Educação do RN realiza, no próximo dia 19, as provas do RN Aprende. A avaliação busca medir o desempenho de 25 mil alunos, da 3ª série do ensino médio, da rede estadual de ensino. Os resultados obtidos irão compor a base de dados do Sistema Integrado de Monitoramento e Avaliação Institucional (SIMAIS).

O RN Aprende será aplicado em todas as 276 escolas estaduais que ofertam o ensino médio e contará com a coordenação das Diretorias Regionais de Educação. Os educadores das regionais e do órgão central da SEEC, que participarão da aplicação passarão por uma formação específica. “Essa formação será realizada pela instituição aplicadora, o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora, amanhã (13), na sede da secretaria”, explica Afonso Gomes, subcoordenador de avaliação escolar da SEEC. O CAEd está presente nas avaliações educacionais de 14 estados do Brasil. 

A partir da coleta de dados da avaliação será possível traçar um panorama dos conhecimentos obtidos pelos alunos durante sua trajetória no ensino público. Também será realizado um estudo para avaliar se houve avanço no desempenho dos alunos em comparação com a aplicação anterior das provas, realizada no ano passado. Uma revista digital, com os resultados da prova, será entregue para os gestores envolvidos na avaliação. 

“O Sistema é um conjunto de ações integradas, todas voltadas para a produção e gestão de indicadores educacionais que deverão subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas para o desenvolvimento da educação estadual e promover a elevação do padrão de desempenho do sistema público de ensino”, esclarece Cláudia Santa Rosa, secretária de Educação do RN. 

A Secretaria de Educação do RN irá distribuir, entre as unidades de ensino com o maior número de alunos participantes, kits educacionais, divididos entre multimídia, composto por um projetor, uma tela retrátil e um notebook, e esportivo, que é formado por rede de vôlei, bola de vôlei, mesa de tênis de mesa, raquete e bolinha de tênis de mesa, bola de futebol e bola de futsal.

Para concorrerem aos kits, as escolas precisam contar com um mínimo de 60% de seus estudantes do 3º ano do Ensino Médio realizando a avaliação do RN Aprende. A partir deste mínimo, as escolas serão contempladas de acordo com o nível de participação que obtiverem, recebendo os kits as 50 com melhores taxas de participação. 

O resultado será conhecido assim que o CAEd disponibilizar os dados da participação por escolas e os kits serão entregues a cada unidade de ensino vencedora no início do ano letivo de 2018. 

Simais 
O Sistema Integrado de Monitoramento e Avaliação Institucional da Educação, lançado em abril deste ano, é um instrumento desenvolvido pelo Governo do Estado, através da SEEC, em parceria com o Projeto Governo Cidadão. O sistema serve para diagnosticar os níveis de proficiência dos estudantes e informações para formulação e implementação de políticas públicas para o desenvolvimento da educação estadual.

As informações que alimentam o Simais vêm dos resultados obtidos pelas avaliações do RN Aprende. Em sua primeira edição, no ano de 2016, as provas alcançaram mais de 120 mil alunos do 5º, 6º e 9º anos do fundamental e da 1ª e 3ª série do médio.

sábado, 9 de dezembro de 2017

12ª DIREC REUNE FORMADORES PARA PLANEJAR ATIVIDADES DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

A 12ª Direc, com sede em Mossoró, realizou neste sábado, 09/12, encontros setorizados em Mossoró com os formadores envolvidos no PNAIC (Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa). O programa visa assegurar a formação adequada das crianças para que estejam completamente alfabetizadas até o 3º ano do ensino fundamental.
Para isso, esses encontros visam discutir com os formadores do programa sobre o conjunto integrado de materiais e referências curriculares e pedagógicas; sobre o sistema de avaliação; e sobre a formação continuada dos professores alfabetizadores.
Os encontros em Mossoró deste sábado, aconteceram simultaneamente no auditório do Sesi, na Escola Municipal Antônio Fagundes e no Colégio Evangélico Leôncio José de Santana e envolveram formadores do Estado e do município. No organograma do Programa, a 12ª Direc funciona como polo central de formação da Região Oeste do Estado.



Atualmente o PNAC concentra seu foco em melhorar o rendimento das crianças em Língua Portuguesa e Matemática, conforme dados colhidos pelo sistema de avaliação em 2014. Nesses encontros os formadores discutem sobre os materiais didáticos, obras pedagógicas, jogos pedagógicos de apoio à alfabetização, além de novos conteúdos para alfabetização, distribuídos para todas as classes do ciclo de alfabetização.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

12ª DIREC PROMOVE SEMINÁRIO PARA DISCUTIR REFERÊNCIAS PARA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO



Diretores, vice-diretores, coordenadores e técnicos da jurisdição da 12ª Diretoria Regional de Educação (DIREC) estiveram nesta segunda-feira, 27/11, participando do Seminário Regional das Referências Básicas para Organização do Trabalho Pedagógico.
Além de Mossoró, o evento será realizado também nas cidades de Natal e Currais Novos contando com a participação de 1.300 educadores de todas as escolas estaduais do Rio Grande do Norte. 
O objetivo do seminário está sendo finalizar o documento que servirá como referência para organização do trabalho pedagógico, instrumento importante para a construção dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) das unidades escolares.
Segundo Maria Consuelo, diretora da 12ª DIREC o objetivo é atualizar os PPPs das escolas e servir como subsídio para quem ainda não fez o seu. Ela diz que “foi feito uma pesquisa com professores e alunos nas escolas para levantar a realidade de cada uma e com esses relatórios ajudar a planejar a escola que queremos”.
Neste dia 27 o seminário envolveu as DIRECs de Mossoró e Apodi. Amanhã será a vez das Direcs de Assu, Umarizal e Pau dos Ferros. O seminário aconteceu no auditório do Senai, em Mossoró, durante o dia todo.
Todo o trabalho está sendo coordenado pela Fundação Vunesp que organizou todas as contribuições recebidas das escolas do RN e sintetizou em um documento geral que está sendo discutido nestes seminários.
O documento final deverá ser disponibilizado para as escolas em dezembro, a tempo de ser utilizado nas semanas pedagógicas e discussões do PPPs para o ano letivo de 2018.


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

PROVAS DO ENCEJJA SERÃO REALIZADAS NO PRÓXIMO DOMINGO

Já está tudo pronto para a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA). Trata-se de uma prova gratuita realizada pelo Ministério da Educação (MEC) para aqueles brasileiros que buscam uma certificação de conclusão do Ensino Médio ou do Ensino Fundamental. As provas estão marcadas para o próximo dia 19 de novembro em todo o País. 

O ENCCEJA é destinado aos jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada. Para certificação do ensino fundamental, é preciso ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame. A certificação do ensino médio exige a idade mínima de 18 anos completos no dia de aplicação da prova.

Na cidade de Mossoró, as provas serão aplicadas no Centro de Educação para Jovens e Adultos Alfredo Simonetti, na Escola Estadual Abel Coelho e na Escola Estadual José Nogueira. As provas serão aplicadas no turno matutino, entre 8h e 12h, e vespertino, entre 14h30 e 19h30 (Horário Oficial de Brasília).

1.573.862 estão inscritos em todo o Brasil para a edição de 2017. Desses, 301.583 farão provas para o ensino fundamental, e 1.272.279 para o ensino médio. O exame será aplicado, em 564 municípios distribuídos em todas as unidades da Federação.

Ensino fundamental – Para o ensino fundamental, no período da manhã, os participantes farão provas de ciências, história e geografia. No período da tarde serão de língua portuguesa, inglês, artes, educação física, matemática e redação.

Ensino médio – Para o ensino médio, no período da manhã, os participantes farão provas de física, química e biologia, história, geografia, sociologia e filosofia. À tarde serão as disciplinas de língua portuguesa, inglês ou espanhol, educação física, artes, matemática e redação.

Para obter o certificado ou declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 50% das questões apresentadas. Na Redação, a nota mínima é de cinco (5) pontos, numa escala que varia de zero a dez pontos.

As Secretarias Estaduais de Educação utilizarão os resultados individuais para a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental e do ensino médio.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

DIRETORA DA 12ª DIREC AGRADECE EQUIPE QUE TRABALHOU NA PREPARAÇÃO PARA O ENEM

A diretora da 12 DIREC, Maria Consuelo, considera como positivo o cursinho que funcionou no âmbito da regional em Mossoró, preparando os alunos da rede pública de ensino para as provas do ENEM.

“O objetivo era dar o reforço no ensino voltado para as questões do ENEM. Quero agradecer a toda equipe envolvida, principalmente os professores, que ajudaram nossos estudantes a se preparem melhor”, disse Consuelo.

Ela também ressaltou que o projeto se encaixou entro do #QueroAprender, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Educação que beneficiou milhares de estudantes em todo o RN.


O #QueroAprender realizou aulas, disponibilizou conteúdos 24h e ferramentas digitais que auxiliou os estudantes nos estudos complementares a sala de aula e ajudou na preparação para o ENEM.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

EXAME NACIONAL PARA CERTIFICAÇÃO DE CONCLUSÃO DOS ENSINOS MÉDIO E FUNDAMENTAL PARA JOVENS E ADULTOS SERÁ DIA 19/11

EXAME NACIONAL PARA CERTIFICAÇÃO DE CONCLUSÃO DOS ENSINOS MÉDIO E FUNDAMENTAL PARA JOVENS E ADULTOS SERÁ DIA 19/11

Estão marcadas para o próximo dia 19 de novembro em todo o Brasil o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA). Trata-se de uma prova gratuita realizada pelo Ministério da Educação (MEC) para aqueles brasileiros que buscam uma certificação de conclusão do Ensino Médio ou do Ensino Fundamental.

O ENCCEJA é destinado aos jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada. Para certificação do ensino fundamental, é preciso ter, no mínimo, 15 anos completos na data de realização do exame. A certificação do ensino médio exige a idade mínima de 18 anos completos no dia de aplicação da prova.

Na cidade de Mossoró, as provas serão aplicadas no Centro de Educação para Jovens e Adultos Alfredo Simonetti, na Escola Estadual Abel Coelho e na Escola Estadual José Nogueira. As provas serão aplicadas no turno matutino, entre 8h e 12h, e vespertino, entre 14h30 e 19h30 (Horário Oficial de Brasília).

1.573.862 estão inscritos em todo o Brasil para a edição de 2017. Desses, 301.583 farão provas para o ensino fundamental, e 1.272.279 para o ensino médio. O exame será aplicado, em 564 municípios distribuídos em todas as unidades da Federação.

Ensino fundamental – Para o ensino fundamental, no período da manhã, os participantes farão provas de ciências, história e geografia. No período da tarde serão de língua portuguesa, inglês, artes, educação física, matemática e redação.

Ensino médio – Para o ensino médio, no período da manhã, os participantes farão provas de física, química e biologia, história, geografia, sociologia e filosofia. À tarde serão as disciplinas de língua portuguesa, inglês ou espanhol, educação física, artes, matemática e redação.

Para obter o certificado ou declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 50% das questões apresentadas. Na Redação, a nota mínima é de cinco (5) pontos, numa escala que varia de zero a dez pontos.

As Secretarias Estaduais de Educação utilizarão os resultados individuais para a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental e do ensino médio.