sábado, 29 de setembro de 2012

CEJA PROFESSOR ALFREDO SIMONETTI NO V SEMINÁRIO DO FÓRUM REGIONAL DA EJA



Profª Alvanira Lima apresentando o projeto Cinema na Escola

Passei a manhã e parte da tarde fazendo uma das coisas de que mais gosto: aprender. Na qualidade de professora do Centro de Educação de Jovens e Adultos, tive o privilégio de participar da V Jornada Pedagógica do SESI – V Seminário do Fórum Regional da EJA (uma promoção do SESI em parceria com a 12ª DIRED e a GEED de Mossoró). 

Avaliação de aprendizagem: Por uma Práxis Transformadora” foi o tema da excelente, edificante e reflexiva palestra do professor, pesquisador e escritor Celso Vasconcellos. Durante a mesma, tivemos acesso a informações e dicas indispensáveis para a nossa prática pedagógica diária. 

Compartilho algumas anotações, da fala do palestrante, que fiz no decorrer desta proveitosa e agradável manhã:

“O professor está “no chão” da escola e da sala de aula. Tem muitas e muitas coisas que, se ele não fizer, ninguém pode fazer no lugar dele.”

“Quando você não sabe o porquê do que você ensina, você está apenas seguindo o senso comum.”

A prática equivocada espanta o aluno da escola no tempo certo.
Precisamos resgatar a potência do professor. Se ele achar que não pode nada, ele adoece.

“Devemos fortalecer seu poder, pois muitas vezes ele não sabe o poder que tem.” 

“O que nos mata (referindo-se aos professores) não é só a carga de trabalho, mas a falta de sentido desse trabalho.”

“Não basta mudar a forma de avaliar. É preciso mudar a intencionalidade do avaliar. De nada adianta selecionar novos conteúdos ou métodos diferentes de medir o aprendizado se não houver alteração na intencionalidade. Sempre que as crianças se perguntarem o que fazer para recuperar suas notas, os professores deverão se questionar como recuperar a aprendizagem.”

“No sabemos lo que nos pasa y eso es lo que pasa.” (Ortega e Gasset)

“Devemos usar dinâmicas que tenham sentido e não aquelas que servem apenas para manipular.”

“Ser professor é criar condições para a aprendizagem.”

“O fundamental do professor é produzir aprendizagem.”

“O papel da avaliação é ajudar a escola a cumprir sua função social, que passa por três tarefas básicas: aprendizagem efetiva, desenvolvimento humano pleno e alegria crítica (docta gaudium), de cada um e de todos os educandos.”

“No avaliar, o grande desafio é trocar os “óculos de Gauss” (olhar classificatório) pelos “óculos de grau” (o olhar que quer ver).”

“O sentido da avaliação é qualificar.”

“Normalmente, o que comanda a ação de um professor não é um nível de teoria desejada, correspondente àquilo com o que ele concorda ou considera correto, mas um nível de teoria enraizada (o que ele internalizou).”

" Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.” (Fernando Pessoa)

Fomos brindados, ainda, com duas excelentes apresentações culturais. A primeira foi um “Tributo a Luiz Gonzaga” (pelos alunos da Escola Celina Guimarães Viana) que encantou a todos. Durante esta apresentação dos alunos-artistas do prof. Alexandre Neves, uma cena me chamou, especialmente, a atenção: a sensibilidade de uma das alunas que, ao escutar a popular toada “Luar do Sertão”, não conseguiu conter as lágrimas. Certamente não estava no script. A segunda, foi a performance do bem-humorado Grupo Acorde – que, em breve, completará quinze anos de carreira.
Para encerrar, o CEJA Professor Alfredo Simonetti, seguido das unidades do SESI de Natal, Mossoró, Assú e Macau compartilharam um de seus respectivos projetos.
Agora, é só aguardar o próximo fórum!

A seguir alguns registros fotográficos:



 Um agradecimento especial para a prestativa e paciente 
Juliene Vieira que não mediu esforços para nos ajudar
Professoras Elma, Maria Augusta e Jandira
- representantes da DIRED e GEED
Flagrante dos minutos que antecederam o início do evento

Da esquerda para a direita, professores Lúcia Câmara,
Valter Rebouças e Socorro Barbosa

Mais professores do CEJA: Ivanilce, Socorro, Carminha e Barbalho

Ao centro, uma das supervisoras do CEJA, Rilzonete

Na penúltima fila, destaque para mais uma supervisora do CEJA: Benômia

Mais professoras do CEJA: Vera Lúcia e Alvanira Lima
Momento em que assistíamos a uma apresentação de esláides
com registros fotográficos dos fóruns anteriores
Momento da abertura do evento

Brilhante apresentação da E.M. Celina Guimarães Viana
Um tributo a Luiz Gonzaga

Os alunos-artistas da E. M. Celina Guimarães Viana
foram aplaudidos de pé, após a sua apresentação
O palestrante Celso Vasconcellos







Momento em que a professora Alvanira Lima
apresentou o projeto "Cinema na Escola"

Apresentação bem-humorada do Grupo Acorde

Professora Rejane Dantas (SESI/Natal) apresentando o projeto
Educação Ambiental: Um Caminhopara a Transformação

Professoras Nilvânia e Layane (Unidade Operacional de Assú)
apresentando o projeto "Uma Viagem à Pré-história"


O professor Jucier Gomes (SESI/Macau) apresentando
o projeto "Nossa história diante de um romance"

Momento final: a professora Mariza Pinto parabenizando
as equipes do SESI, da 12ª DIRED e da GEED pelo sucesso do evento


NOTA DO BLOG DA 12ª DIRED: 
Texto da professora Josselene Marques. Os registros fotográficos também são dela e da professora Vera Lúcia.

Um comentário:

Marisa Bonafe disse...

Adoraria ter participava deste seminário, assim como você adoro aprender. Obrigada por compartilhar conosco. Abraços professora Marisa de Taubaté